01 /00
06/07

Veja como criar uma buyer persona para a sua marca

Muito provavelmente você já deve ter ouvido o termo “buyer persona” ou apenas “persona”, mas será que você está aplicando esse conceito do jeito certo para a sua empresa? Ou melhor: do jeito que está trazendo mais resultados? As campanhas e os conteúdos que a sua marca desenvolve precisam ser destinados para o público que de fato possa comprar o seu produto ou adquirir o seu serviço – e não para pessoas que irão ignorar os anúncios em três segundos.

Portanto, nesse artigo você vai ver como criar uma buyer persona para a sua marca e qual é a importância dela para gerar mais resultados.

Primeiro, o que é uma persona?

Persona é o cliente ideal da sua empresa. É também conhecida como buyer persona (que em português significa literalmente a pessoa que irá comprar o seu produto ou serviço). Dentro das estratégias de marketing, é muito importante que você conheça bem quem é o seu cliente ideal, para que dessa forma seja criada a buyer persona – e que com isso, as campanhas publicitárias sejam mais assertivas e tragam maior retorno para sua empresa. É um conceito bastante fácil, só que na prática, não é tão simples de chegar lá. Entenda mais como funciona.

As diferenças entre público alvo e buyer persona

Público-alvo é outro conceito que você já deve ter ouvido – e que provavelmente deve usar com maior frequência. Ele envolve um segmento de pessoas que possuem características em comum, como gênero, idade, localização, classe social e questões comportamentais superficiais. Essa definição é muito usada para segmentar anúncios e campanhas, pois como envolve características muito gerais, acaba impactando um número maior de pessoas.

Mas essas pessoas que são impactadas dentro do seu público-alvo podem não ser a sua persona. Elas podem ter o mesmo gênero, morar na mesma região e ter a mesma idade que o tipo de pessoa que você quer que compre o seu produto ou serviço, no entanto, são apenas características em comum – você sabe muito pouco sobre ela. A persona é muito mais específica e coerente com os valores da sua marca. Ela é como se fosse uma personagem, porém baseada em dados e interesses reais.

Há quem use somente o público-alvo nas estratégias da empresa, ignorando o uso da persona; e há também quem diga que o uso dele é ultrapassado. Mas não é bem assim: em determinados momentos, você precisará das informações do público-alvo para geradores de anúncios, por exemplo, que são muito mais genéricos.

Confira abaixo o público-alvo e a buyer persona de uma empresa fictícia “X”, que desenvolve um software de gerenciamento de projetos para agências de publicidade.

Exemplo de público-alvo

  • Gestores de marketing, entre 25 a 45 anos;
  • Trabalham em pequenas e médias empresas;
  • Passam o dia todo conectados na internet, pois trabalham com ela;
  • São de classe média-alta;

Exemplo de persona

Renata tem 35 anos, mora em Florianópolis e foi recém contratada para trabalhar em uma agência de publicidade como gestora de projetos. Ela é graduada em publicidade e propaganda, fez pós-graduação em marketing estratégico e tem mais de quinze anos de experiência com a área de comunicação. A empresa no qual ela foi contratada é pequena: tem apenas 8 funcionários, porém recebe um grande fluxo de trabalho.

Renata é muito dedicada e estudiosa, está sempre fazendo novos cursos e é muito informada no ramo de tecnologia e, claro, marketing. Nos primeiros dias de trabalho, percebeu que os projetos que a empresa atendia estavam desordenados no atual sistema em que a equipe trabalhava. Não havia padrões e nem controle das atividades, o que gerava muitas dúvidas e problemas entre a equipe.

A solução que ela teve foi contratar um software de gerenciamento de projetos específico para agências de publicidade, no entanto, o obstáculo é o orçamento: a empresa dispõe de pouco dinheiro para investir em novas aquisições.

Como a empresa X pode ajudar? Oferecendo planos com descontos, testes gratuitos e mais benefícios para Renata.

Por que criar uma buyer persona

Para poder se comunicar com o seu público, você precisa entender quais são seus problemas, anseios, dúvidas, necessidades e desejos. Como a Renata teve na descrição da persona acima. Então você precisa entender qual o valor que o seu produto ou serviço tem para essas pessoas. Dessa forma, será mais fácil para estabelecer os canais de comunicação da sua empresa com o seu público, qual será a linguagem e tom de voz usada, quais serão as pautas dos conteúdos abordados e também como funciona sua jornada de compra.

Como construir essa persona

Falamos muito sobre o que é a buyer persona e a importância que ela tem para o seu negócio. Agora, chegou a hora de você saber como construir essa persona. Porém, é necessário que você entenda que não irá simplesmente pegar um papel e caneta e criá-la em quinze minutos. A construção do perfil da sua persona é o resultado de muita pesquisa, análise e discussão. Conheça as etapas principais desse processo:

  1. Coleta de dados: crie um formulário e aplique com os clientes que já compraram da sua marca e que perceberam valor nela. Pergunte questões demográficas e também comportamentais, como a rotina, desafios, responsabilidades, habilidades, necessidades e sonhos. Crie questões relacionadas aos hábitos de consumo, como conheceu a empresa, como ela ajudou e também que tipos de conteúdos online a pessoa consome.
  2. Análise das respostas: depois de ter uma boa quantidade de respostas, você precisa analisar todos os formulários respondidos. Transcreva entrevistas, crie tabelas, faça desenhos… como você preferir. Mas procure achar padrões nas respostas: estas serão as características em comum da sua persona.
  3. Criação do perfil: nessa etapa, você pode criar textos que identifiquem os comportamentos da persona e que as descrevam. Além disso, você também pode optar por desenhá-la – ou buscar fotos em bancos de imagens que sejam de pessoas semelhantes a ela. Lembre-se que você pode usar a criatividade para dar vida a persona, porém não invente nenhuma informação: você precisa utilizar as informações coletadas da pesquisa.

Você sente que sabe mais sobre buyer persona e público-alvo agora? Então converse com sua a equipe e comece a planejar as estratégias de construção da persona da sua empresa. Gostou desse conteúdo? Então continue lendo o nosso blog.

Immer

Immer

A versão do seu navegador é muito antiga. Este site não foi otimizado para seu navegador.
Atualize seu navegador para a versão mais recente, assim você terá mais segurança e melhor experiência com os sites.

Se preferir teste o Google Chrome, este é o navegador mais utilizado no mundo.

Outras opções disponíveis são:
Firefox
Brave