01 /00
11/10

Análise SWOT: Descobrir as forças e fraquezas da sua empresa

Você já se perguntou quais são as forças e fraquezas do seu negócio? Traçar esses pontos não somente contribuem para o autoconhecimento da sua marca, como também ajuda a posicioná-la estrategicamente no mercado. Mas como fazer isso? A gente te ensina: com a análise SWOT, você pode traçar as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças da sua empresa.

A Análise SWOT é uma das ferramentas mais básicas (e também mais populares) do universo do marketing. A sigla significa Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças). No Brasil, foi apelidada carinhosamente como Matriz FOFA, além de outras variações de nomes. Quer saber mais sobre este assunto? Vem com a gente:

O que é a SWOT e como funciona?

A SWOT serve para que você possa analisar o cenário de onde sua empresa está inserida e também embasar de maneira mais assertiva as suas tomadas de decisões. Essa ferramenta de marketing foi desenvolvida em 1960, pelo consultor de empresas Albert S. Humphrey, durante um estudo do instituto de pesquisa de Stanford.

Mas a SWOT não serve apenas para empresas. Ela literalmente pode ser aplicada para qualquer projeto que você quer colocar em prática, até mesmo para o seu desenvolvimento pessoal. E também não precisa ser unicamente feita em projetos que estão saindo do papel. A Análise SWOT é um exercício constante e que deve ser feito no mínimo uma vez ao ano.

Ambiente interno: as forças e fraquezas

Agora vamos para a parte mais técnica: a Análise SWOT é dividida em ambiente interno e ambiente externo. O interno vai compor os fatores que sua empresa, na maioria das vezes, pode controlar. São as forças e as fraquezas. O que você tem de positivo e o que você tem de negativo. Esse olhar interno é a primeira coisa que deve ser feita. Por exemplo: a localização da sua empresa é uma força ou uma fraqueza? E a matéria-prima? A estrutura física de trabalho como está? Os recursos humanos e financeiros? Neste primeiro momento, você deve elencar cada um desses pontos.

Ambiente externo: as oportunidades e ameaças

Agora é hora de partir para o ambiente externo. Ao contrário do ambiente interno, este não pode ser previsível e sua empresa não tem controle. São os fatores que vêm de fora, e que são divididos no microambiente e no macroambiente. Não se preocupe, essa divisão é bem simples. O microambiente é composto pelas questões que compõem o seu setor, como o mercado, a concorrência, os fornecedores e distribuidores, seus clientes, e por aí vai.

Já o macroambiente engloba as questões climáticas, políticas, legais, socioculturais, demográficas, econômicas, etc. No entanto, você precisa se ater ao que esses assuntos impactam diretamente no seu negócio. Por exemplo, as intensas temperaturas do verão trazem consequências para que você produza e/ou venda? Parta deste princípio e formule os tópicos para as oportunidades (o que todas essas questões podem favorecer para sua empresa) e o que pode ser uma ameaça a ela.

Plante as estratégias e colha os resultados

Tudo isso só será possível com a ajuda da sua equipe. Engaje a diretoria e também os colaboradores – isso porque cada um possui uma visão única e específica da sua empresa, embora todos estejam dentro de uma cultura organizacional. Dessa forma, cada pessoa poderá contribuir para montar uma Análise SWOT verdadeira e que mostre a essência do seu negócio (mesmo que ela puxe mais para o lado negativo!).

Depois, é hora de colocar em prática: trace estratégias para que suas fraquezas sejam diminuídas, aproveite as oportunidades, mantenha as forças e fique de olho nas ameaças. Coloque as estratégias em prática e depois colha os resultados, mensurando sempre. E depois, volte para o ciclo de novo.

E aí, você acha que consegue entender agora como aplicar a Análise SWOT e saber as forças e fraquezas da sua empresa? Continue lendo o nosso blog para mais artigos como este.

Immer

Immer

A versão do seu navegador é muito antiga. Este site não foi otimizado para seu navegador.
Atualize seu navegador para a versão mais recente, assim você terá mais segurança e melhor experiência com os sites.

Se preferir teste o Google Chrome, este é o navegador mais utilizado no mundo.

Outras opções disponíveis são:
Firefox
Brave